5 de mar de 2012

Federer, Ferrer, Anderson e Errani, confira os campeões do final de semana


Enquanto não começa o próximo Grand Slam, o aberto da França ou Roland Garros, vários torneios ATP estão acontecendo. 

No último final de semana tivemos o término de alguns deles, e os campeões vocês conferem abaixo:

FEDERER VENCE O ATP 500 DE DUBAI:

No ATP de Dubai, Roger Federer foi o campeão após superar Andy Murray.
O suiço, maior vencedor do ATP Dubai, ampliou seu recorde vencendo a final em 2 sets (7/5 e 6/4), depois de 1h36 de jogo, levantando assim sua quinta taça.

Com a vitória deste sábado sobre Murray, além de conquistar o 72º título da carreira e o segundo da temporada, o suíço diminuiu a desvantagem no retrospecto diante do rival. Agora, são sete vitórias para Federer e oito para o escocês de Dunblane, que não leva a melhor no duelo desde o embate na final do Masters 1000 de Xangai de 2010.


KEVIN ANDERSON VENCE O ATP 250 DE DELRAY BEACH

Depois de eliminar o norte-americano John Isner, principal favorito, nas semifinais, o sul-africano Kevin Anderson acabou com a festa do quali australiano Marinko Matosevic e faturou seu segundo título da carreira. Neste domingo, pela decisão do ATP 250 de Delray Beach, o cabeça de chave 7 anotou parciais de 6/4 e 7/6 (7-4), em 1h57.

Maior surpresa do torneio, Matosevic disputava pela primeira vez na carreira uma final de ATP, deixando pelo caminho nomes como o russo Alex Bogomolov Jr, sexto favorito, e o letão Ernests Gulbis. Porém, ele não conseguiu manter o embalo contra Anderson e teve que se contentar com o vice-campeonato.

Apesar da derrota, o australiano de 26 anos poderá comemora uma ascensão de 42 postos na lista da ATP, indo para a 131ª colocação, a melhor da carreira até então. Do outro lado, Anderson sobe cinco colocações e irá aparecer como o número 31 do mundo na próxima segunda-feira.

BOLELLI VENCE O CHALLENGER DE FLORIANÓPOLIS
   
 O italiano Simone Bolelli conquistou neste domingo o título de simples do Aberto de Florianópolis, evento dá série challenger que distribui premiação US$ 50 mil mais hospedagem. O oitavo favorito venceu na decisão o esloveno Blaz Kavcic, cabeça de chave 4, em sets diretos, com parciais de 6/3 e 6/4, em 1h40 de partida.

Com a vitória por 2 a 0 sobre o esloveno, Boelelli completou uma semana perfeita em Florianópolis ao vencer todas as suas partidas sem perder um set sequer e superou a diferença nas condições de quadra em um dia no qual o vento alterou bastante a velocidade de jogo.


FERRER VENCE ATP 500 DE ACAPULCO

A boa campanha do espanhol Fernando Verdasco no ATP 500 de Acapulco acabou na decisão deste domingo, quando ele se encontrou com o compatriota David Ferrer, atual bicampeão e principal candidato ao título. O número 6 do mundo fez valer o favoritismo triunfando em sets diretos, com parciais de 6/1 e 6/2, em apenas 69 minutos.

Esta foi a 15ª vitória seguida de Ferrer no saibro mexicano, conquistando nessa sequência três taças. Apesar de ter desvantagem nos confrontos com Verdasco sobre a terra batida, agora com quatro vitórias em 10 jogos, o atleta de Javea dominou a partida desde o começo. Ele venceu 88% dos pontos com o primeiro serviço e quebrou o compatriota duas vezes em cada set.

Com a campanha vice-campeã em Acapulco, Verdasco irá subir oito colocações no ranking, voltando a figurar no top 20 após seis meses. Outro jejum que o canhoto de Madri não conseguiu quebrar foi o de títulos, que dura desde 2010, quando faturou o ATP 500 de Barcelona. “Quero pedir desculpas por ter jogado tão mal hoje. Não consegui lutar como eu esperava”, lamentou.

ERRANI VENCE TUDO EM ACAPULCO
 
 No feminino, quem deu show foi Sara Errani, que se tornou a primeira jogadora em quase dois anos a vencer tudo no WTA de Acapulco, faturando tanto o título de simples como o de duplas. A semana perfeita da italiana teve ponto final neste sábado, quando enfrentou jornada dupla e bateu a compatriota Flavia Pennetta na final de simples, e depois voltou à quadra com a também italiana Roberta Vinci para levar a taça de duplas.

No primeiro jogo do dia, Errani teve muito trabalho com a segunda favorita, saiu em desvantagem, mas se recuperou e venceu Pennetta de virada, com parciais de 5/7, 7/6 (7-2) e 6/0, depois de 2h28 de partida. Cabeça de chave número 3, a italiana encarou dois sets muito duros na final diante da compatriota, com cada uma levando uma das parciais.

Só que depois de gastar 1h54, a atual 36 do mundo se encheu de confiança e deslanchou no set decisivo, aplicando um “pneu” para cima da conterrânea. "Foi como uma final dura contra Flavia. Tive que correr muito, tentar fazer o meu jogo e ser agressiva nos momentos importantes. Nunca é fácil jogar contra uma italiana, mas fui muito bem, especialmente no terceiro set. Estou cheia de confiança e espero levar isso para Indian Wells", disse Errani.

Pouco depois, Errani voltou para quadra com a compatriota Roberta Vinci em busca do troféu nas duplas. Cabeças de chave número 1, elas encaram as espanholas Lourdes Domínguez Lino e Arantxa Parra Santonja, segundas favoritas. Desta vez, a italiana teve bem menos trabalho e fechou os trabalhos em apenas 51 minutos, anotando parciais de 6/2 e 6/1.

Referência:

Nenhum comentário:

Postar um comentário